O japonês Shoji Bueno estava de passagem pelo Brasil quando a Segunda Guerra estourou e ele se viu obrigado a ficar por aqui. Para sobreviver, começou a fabricar brinquedos e assim nasceu a Casa Aero Brás em 17 de abril de 1943. A loja da Rua Major Sertório virou uma referência em plastimodelismo e aeromodelismo. Foi ali que comprei meus primeiros e únicos kits da Revell e da Tamiya para montar aviões de guerra (esse negócio de montar nunca foi o meu forte).

Com a morte de Shoji, Issamu Terumoto e Mitihiro Rangui assumiram o negócio no final da década de 1960. Os dois tinham também sociedade numa serraria no bairro do Peruche. Issamu era chamado pelos clientes de “Seu Antônio” ou “Seu Aero Brás”, as duas formas como se apresentava. Em agosto de 2020, a loja virou motivo de comoção geral por que teria sido fechada. Logo veio um anúncio que era só uma pausa para reorganização do negócio.

No início deste ano, porém, os clientes confirmaram que a Aero Brás tinha fechou em definitivo. Também durante a pandemia, a Hobby Trade Center, loja de modelismo do Shopping Pátio Higienópolis encerrou as atividades e dará espaço para uma joalheria.